Como tirar segunda via do RG: Passo a Passo

segunda via do RG

Se você teve o seu documento perdido ou roubado, ou até mesmo vencido, são todas as condições que fazem você precisar para tirar segunda via do RG. Então, se você está passando por essa situação e não sabe o que fazer, basta conferir o conteúdo a seguir para sanar todas as suas dúvidas!

Nem todo mundo sabe, mas o RG (Registro Geral), ou seja, o popular Documento de Identidade, a primeira via tem validade de 10 anos. Portanto, você precisa renovar para continuar usando. Após o vencimento do RG, você pode ser proibido de fazer outros documentos, se inscrever em concursos públicos, se cadastrar em sites, receber abonos do Governo, etc. Então, é bom se atentar e saber como manter sua identidade válida.

No novo RG, você pode adicionar números de CPF e Cartão Cidadão, o que tende a oferecer uma grande ajuda. Toda vez que você precisar mostrar um desses, você deve estar com um documento de identidade com foto. Então incluir esses dados no RG vai facilitar sua vida.

Além da situação de invalidez, dois fatores que podem fazer com que você precise tirar segunda via RG são perda ou roubo. No entanto, para o caso de roubo, é importante apresentar um Boletim de Ocorrência (BO) para a dispensa da taxa de renovação.

 

Como sabemos, existem muitas pessoas que precisam de orientações para a execução de certos serviços ou atividades. Então, com isso em mente, trouxemos um conteúdo especial para falar mais sobre como tirar segunda via RG, com o objetivo de ajudar quem precisa deste tipo de orientação.

Como tirar a segunda via do RG?

Para tirar segunda via RG você pode fazer a solicitação nas Secretarias de Segurança Pública (SSP) dos estados, ainda têm a possibilidade de solicitação nos postos da Polícia Civil do seu município. No entanto, para isso, é só ir até uma unidade e fazer a solicitação.  Entretanto, é necessário informar que alguns documentos devem ser exigidos para o trabalhador tirar a segunda via do RG:

  • 2 fotos 3×4 que devem ser originais e recentes;
  • Boletim de Ocorrência original ou cópia simples (para as situações de roubo ou furto);
  • Cartão do Cidadão original — caso deseje que o número esteja presente em seu novo RG, com possibilidade de substituição por PIS ou PASEP;
  • Certidão de nascimento original ou cópia simples;
  • Certidão de casamento original ou cópia simples (se for casado);
  • CPF original ou comprovante de inscrição da Receita Federal — para pagamento da taxa de emissão da segunda via, ou caso você deseje que o número esteja no RG.

É preciso pagar uma taxa para tirar a segunda via do RG?

Os cidadãos estão isentos de taxas caso se inscrevam no Boletim de Incidente (B.O) por furto ou roubo do documento. Em caso de extravio, perda ou dano de documentos, a taxa atual pode variar, dependendo da cidade e estado. Veja os exemplos:

 

  • Rio de Janeiro: R$ 46,15;
  • Bahia: R$ 43,62;
  • Goiás: R$ 38,33;
    • Rio Grande do Sul: R$ 81,84;
  • Paraná: R$ 42,41.

Além de valores diferentes das taxas de emissão, cada estado possui suas formas de solicitação. No entanto, atualmente, além das tradicionais opções de tirar segunda via Rg presencialmente, existem as opções de emissão online.

Estas opções se dividem em sites ou aplicativos, a depender de cada estado ou cidade. Então, vale a pena buscar informações em sua cidade para ter informações mais concretas neste sentido.

Além disso, existem os cidadãos que podem contar com os serviços gratuitos para tirar segunda via RG:

 

  • Homens com mais de 65 anos;
  • Mulheres com mais de 60 anos;
  • Erros de digitação no RG descobertos em 90 dias após a emissão.

Passo a passo para tirar a segunda via do CPF

Se você deseja tirar segunda via CPF, mas não sabe como fazer, fique tranquilo! Pois, a seguir vamos mostrar diferentes formas de emitir a segunda via.

Para não declarantes do Imposto de renda

Quem não declara o Imposto de Renda pode tirar segunda via CPF com facilidade:

 

  1. Em primeiro lugar, o interessado deve acessar a página da Receita Federal;
  2. Em seguida, deve preencher corretamente os campos com seus dados. O que, no entanto, deve exigir: CPF, nome completo, data de nascimento, nome da sua mãe e número do seu título de eleitor;
  3. Por fim, verifique o comprovante e imprima.

Leia também:

Para declarantes do Imposto de renda

Caso o cidadão faça a declaração do Imposto de Renda, uma segunda via do documento pode ser emitida pelo portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte). No entanto, para utilizar esse recurso, o cidadão deve ter um código de acesso, que possui um processo fácil e rápido de gerar, confira:

  1. Em primeiro lugar, acesse a página para gerar o código;
  2. Em seguida, você deve inserir todos os dados necessários corretamente e os caracteres de confirmação. Após isso, clique na opção “Avançar”;
  3. Depois, insira os números dos recibos de entrega das últimas vezes que declarou o Imposto de Renda e crie uma senha. Em seguida, basta clicar na opção “Gerar Código”;
  4. No entanto, ao gerar o código, será necessário acessar a página do eCAC, inserir seu CPF, o código de acesso e a senha criada anteriormente;
  5. Por fim, na página inicial do eCAC, você só precisa clicar na opção “Cadastros” e depois na opção “Comprovante de Inscrição no CPF”. Feito isso, será gerado  comprovante do CPF e você já poderá fazer a impressão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.